Vantagem na diversidade: interrogações a partir da experiência escolar de jovens descendentes de imigrantes com progenitores portugueses e estrangeiros
25 February 2021 | 14h30 | Online

 

 

Seminário Diversidade Cultural em Famílias Contemporâneas

Vantagem na diversidade: interrogações a partir da experiência escolar de jovens descendentes de imigrantes com progenitores portugueses e estrangeiros

 

Convidada

Sandra Mateus

Investigadora integrada no CIES-Iscte

Professora Auxiliar Convidada no Iscte-Instituto Universitário de Lisboa

 

Comentário

Madalena Ramos

Professora Associada com agregação no Dep. de Métodos e Pesquisa Social no Iscte-Instituto Universitário de Lisboa

 

→ ZOOM Link

https://videoconf-colibri.zoom.us/j/82336705853
ID 8233 6705 853

 

→ Download do Cartaz em PDF

 


 

 

Resumo

Na produção cientifica nacional e internacional no âmbito das ciências sociais, os e as jovens de origem imigrante têm sido retratados como protagonistas de uma experiência de transição cumulativa particularmente intensa: transição entre línguas, quadros culturais e espaços geográficos, transição entre ciclos de ensino, ou transição para a idade adulta, entre outras. Constituem-se como objeto sociológico não só a partir das lentes da desvantagem e vulnerabilidade, mas também da vantagem, pela sua capacidade de tradução, inovação, rutura, e questionamento dos laços e territórios alargados em que se filiam. As filiações destes e destas jovens são múltiplas, sociais e culturais, construídas por opção e constrangimento, por herança e eleição, e marcam a relação com espaços institucionais como a escola.

 

A apresentação que propomos centra-se num segmento específico dos/as jovens descendentes de imigrantes: aqueles/as com um progenitor estrangeiro e outro progenitor autóctone, portadores/as por excelência das identidades fluidas, plurais e complexas da contemporaneidade. Trata-se de um grupo pouco visível nos estudos realizados em Portugal, mas que revela singularidades e vantagens distintivas que justificam um olhar analítico mais atento. A análise, já publicada no Portuguese Journal of Social Science (Mateus, 2019), irá centrar-se nos seus perfis, condições e trajetórias escolares objetivas e subjetivas, tal como nas suas orientações de futuro, a partir de um estudo de tipo comparativo, multi-método, que abrangeu 1194 jovens alunos/as do 9º ano (405 descendentes de imigrantes), em 13 escolas, nos distritos de Lisboa, Setúbal e Faro.

 

Por fim, é nosso objetivo fazer a ponte com o projeto de investigação “Diversity within: family socialization and mixed origin young people's identities and belongings” (Iscte, Cies; 2020-2026), em fase de arranque, e que visa uma compreensão profunda das formas como as identidades e as pertenças dos/as jovens de origem mista são criadas no contexto familiar.

 

Mateus, S. (2019). Advantage in diversity: 9th grade pupils of mixed origin in Portugal. Portuguese Journal of Social Science, 18(1), 57-72.

 

 


 

Sobre a iniciativa

O Seminário Diversidade Cultural em Famílias Contemporâneas tem como objetivo desenvolver um debate crítico e interdisciplinar sobre famílias contemporâneas cujas dinâmicas conjugais e familiares sejam pautadas pela diversidade cultural. Neste Seminário são abordadas temáticas específicas, nomeadamente, casamentos e divórcios binacionais, inter-raciais ou interétnicos; convivência e dinâmica conjugal; práticas educativas dos seus descendentes; diversidade linguística; e partilha ou negociação de identidades, tradições, símbolos e rituais vividos por estas famílias.

Este é um evento aberto a investigadares, docentes, estudantes (1º, 2º e 3º ciclo), demais profissionais e sociedade civil, que tenham interesse nestas temáticas. O modelo deste seminário é bimestral, e conta com a participação de um ou mais oradores, do comentário de um especialista, e o debate com o público participante.

Procuramos incluir neste Seminário resultados de projetos individuais e de equipa, convidando tanto investigadores afiliados a várias ciências sociais e humanas, como representantes de políticas públicas, no sentido de alargar redes de investigação e aprofundar o conhecimento científico e público nas áreas referidas.



Organização: Sofia Gaspar e Rita Cachado

 

W3C