Investigadora visitante do CIES-Iscte contribui para a visibilidade de pessoas trans sem abrigo

30.06.2020

 

No dia 28 de junho comemora-se o Dia Internacional do Orgulho LGBTI+, em homenagem à revolta de 1969 no bar Stonewall na cidade de Nova York. Em Lisboa realizou-se no dia 26 de junho, na Pousada da Juventude do Parque das Nações, em alusão a essa data, um debate para utentes e técnicos dos Centros de Emergência da Câmara de Lisboa, “Direitos LGBTI+ para pessoas sem abrigo”.

 

O evento contou com a presença de representantes da Marcha do Orgulho LGBTI+ de Lisboa, da Intervenção Lésbica, Gay, Bissexual, Trans e Intersexo (ILGA Portugal), da Câmara de Lisboa (Ricardo Fuertes), da Assembleia da República Portuguesa (Deputada Fabíola Cardoso) e da investigadora visitante do Centro de Investigação e Estudos de Sociologia do Instituto Universitário de Lisboa (CIES-Iscte), Doutora Luma Nogueira de Andrade, que procuraram debater respostas sociais para as pessoas sem abrigo.

 

Luma Nogueira de Andrade é professora da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB) e encontra-se no CIES-Iscte a desenvolver o seu projeto de investigação “Lusotransfonia: Travestis e Transexuais vivendo em Portugal”, com a supervisão da Doutora Sandra Saleiro.  A sua participação no debate decorreu do seu trabalho de investigação e possibilitou-lhe o encontro com interlocutoras travestis e transexuais portuguesas e imigrantes, em plena pandemia COVID 19, sem abrigo e em Centros de Emergências, com dificuldades de integração social devido às suas características. No decorrer do projeto a investigadora tem identificado algumas dessas dificuldades, que apresentou no debate, contribuindo para o respeito e a garantia dos direitos da população trans sem abrigo em Portugal.

 


 

Luma Nogueira de Andrade é a primeira travesti doutorada e professora universitária do Brasil, dispondo a sua experiência profissional e de vida à comunidade científica de forma a contribuir para a transformação da sociedade, com a disseminação de saberes e a produção de conhecimento no combate ao preconceito e à discriminação.             

 

W3C